SiSus Objectivos

shutterstock_266510846

shutterstock_240655303

shutterstock_105763130

shutterstock_250218808

shutterstock_150553862

shutterstock_89589463

Visão

Contribuir para a sustentabilidade global e para o aumento da competitividade das indústrias da região.

Missão

Promover a I&DI e a transferência de conhecimento na área dos processos químicos e biológicos, da biotecnologia e da transformação de bens transaccionáveis.

Objectivos

Desenvolver novos produtos e embalagens seguras e saudáveis.

Criar e valorizar novos ingredientes provenientes dos resíduos do processamento alimentar, passíveis de serem incorporados noutros processos.

Tornar as empresas energeticamente mais eficientes e mais sustentáveis ambientalmente.

Desenvolver soluções industriais inovadoras.

Aumentar a competitividade das empresas, apostando na criação de mais valor.


Em termos concretos o SISUS foca a sua actividade nos seguintes objectivos específicos:

 

1-Desenvolvimento de competências no acréscimo de valor dos produtos agrícolas por via de actividade de investigação direccionada para o desenvolvimento de ingredientes e alimentos funcionais bem como a protecção dos ingredientes funcionais com recurso a nanotecnologias, especificamente:

Ligar a nutrição e a saúde com especial ênfase para a bioactividade de componentes da alimentação sobre a saúde, nomeadamente em relação às actividades antihipertensiva, antihiperglicemiante, anti-inflamatória e anti-tumoral.

Estudar a absorção e o metabolismo de substâncias bioactivas e as suas interacções com componentes de alimentos e de medicamentos.

Desenvolver métodos rápidos e pouco dispendiosos para extracção de componentes bioactivos de frutos, vegetais, produtos lácteos e bebidas fermentadas.

Estudar a aplicação de compostos bioactivos como ingredientes alimentares.

Avaliar a potencial toxicidade de constituintes dos alimentos.

Avaliar as propriedades físico-químicas, estruturais e sensoriais de alimentos contendo compostos bioactivos.

Desenvolver a microencapsulação de compostos bioactivos.

2-Aumentar as competências em diversos domínios relacionados com a performance ambiental, especificamente:

Investir na eco-inovação desenvolvendo e adaptando metodologias de gestão ambiental a sectores económicos chave (e.g. Environmental Management Systems; Lyfe Cycle Assessment) e outras metodologias de gestão ambiental.

Investigação direcionada para produtos biológicos e reciclagem de desperdícios e de subprodutos orgânicos.

Comments are closed