GO-PRODOP S.E.

PRODOP SERRA DA ESTRELA

Candidatura PDR2020-101-032097

PARCERIA

ASSOCIAÇÃO BLC3 – CAMPUS DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

UNIVERSIDADE DO MINHO

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA

PAULO ROGÉRIO SIMÕES DE FIGUEIREDO

AGRITÁBUA-COOPERATIVA AGRÍCOLA DO CONCELHO DE TÁBUA, C.R.L

ANTONIO F. L. VAZ PATTO LDA

ANA PAULA BORGES DOS SANTOS LAMEIRAS

INVESTIGADOR RESPONSÁVEL IPC

NELSON CHANG(ESTGOH)

FINANCIAMENTO:

Investimento Global Elegível:  €

Comparticipação Comunitária: 75%

Comparticipação Nacional: 25%

Investimento Elegível IPC:  41.579,62 €

DESCRIÇÃO SUMÁRIA

O queijo Serra da Estrela é um produto DOP (Denominação de Origem Protegida) reconhecido pela sua pasta mole (estado amanteigado caraterístico) e atributos sensoriais únicos (um dos melhores queijos de montanha do mundo e uma das 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa). Porém, as grandes pressões do mercado e falta de capacidade de adaptação ao mercado tem conduzido à sua desvalorização económica em 30% desde 2000.

Como produto com selo DOP, o queijo Serra DA Estrela está sujeito a uma área geográfica delimitada e a determinadas condições de origem das matérias-primas, de fabrico e de comercialização para proteger a sua DOP; promover os seus atributos exclusivos e reforçar a sua credibilidade.

A garantia da origem das matérias-primas constitui uma das maiores problemáticas do queijo Serra da Estrela. Apesar da obrigatoriedade de utilização exclusiva de leite extraído de duas raças autóctones de ovelhas (Serra da Estrela e Churra

Mondegueira) com base nas pastagens locais, há uma utilização recorrente e indevida de outras fontes de leite na produção deste queijo DOP sem que exista a capacidade de identificar e garantir a sua origem.

Além da garantia de origem, outra problemática é a falta de inovação no modo de apresentação, nomeadamente em termos de embalagem e forma de apresentação em unidose – estratégia comum em queijos DOPs internacionais para aumentar a quota de mercado – que não tem sido devidamente explorada para o Queijo Serra da Estrela.

O QUEIJO SERRA DA ESTRELA é um ex-libris da gastronomia portuguesa, em que é necessário investir esforços tecnológicos para proteger e promover o seu carácter tradicional e exclusivo, bem como adaptá-lo ao mercado atual (aumento do tempo de prateleira, novas formas de apresentação, etc.) e assim garantir a sua sustentabilidade.

A aplicação de novas tecnologias poderá ser a resposta/estratégia à crescente desvalorização e solução das problemáticas do QUEIJO SERRA DA ESTRELA. Os resultados alcançados no projeto QREN Valor Queijo (colaboração anterior das entidades do presente grupo operacional) permitiram confirmar a necessidade de apostar em novas metodologias: 1) Marcadores Moleculares e 2) Novas Embalagens. A identificação da origem (espécies) do leite para autenticação dos queijos é fundamental, especialmente em queijos DOP como o QUEIJO SERRA DA ESTRELA.

Cofinanciado por:

 


Comments are closed